8 de maio de 2015

Sobre casamento...

Olá gente bonita, hoje vim falar sobre algo que tem me feito refletir bastante. Nas últimas semanas (umas três ou quatro) várias pessoas do meu círculo de amizade/familiar passaram por problemas grandes em seus casamentos. Dentre esses casais, alguns se separaram e um divórcio nunca é fácil nem pras pessoas que estão ao redor do casal e muuuito menos para o casal. Ver lares sendo desfeitos, famílias serem despedaçadas dá uma dor enorme no coração.
 
Em meio a tudo isso, comecei a refletir sobre a importância do cônjuge, até que ponto devemos valorizá-lo e priorizá-lo em nossas vidas? Será que todos os dias seguimos o que a Bíblia nos orienta a respeito do casamento? Estamos sendo esposas sábias ou tolas? Estamos buscando fazer nosso cônjuge feliz ou estamos nos esquecendo dele?
 
Diversas dúvidas rondaram minha mente e isso foi bastante importante, pois pude avaliar não somente a situação do meu próprio casamento mas também da minha vida individual. Quando casamos prometemos diversas coisas lindas ao nosso parceiro/parceira e prometemos de coração, dispostos a fazer tudo aquilo.
 
Mas o que a maioria de nós não tem ideia é de como a vida a dois é trabalhosa, como ela exige mil por cento de você. Com o passar dos dias vemos que toda aquela animação do pré casamento não é exatamente igual, não que sejam ruins os primeiros dias (me entendam). Mas quando começamos a ver o quanto as diferenças de costumes, crenças, criação e opiniões nos atingem, a situação complica.
 
Pra mim, os primeiros meses do casamento são os mais difíceis e chatos, porque é uma fase de adaptação, de conhecimento, onde tudo é novo. Onde o casal ainda não se conhece muito bem, porque sim, você pode namorar dez anos, mas só conhece de fato a pessoa quando vão morar juntos. Dos oito meses em diante é que as coisas ficam definitivamente boas.
 
Hoje eu e o Rafael estamos casados há dois anos e quatro meses e sem hipocrisia, hoje sou muito mais feliz com ele do que no dia do meu casamento. Porque hoje eu o entendo em todos os momentos, o tenho sempre presente e isso faz com que eu me apaixone cada vez mais por ele, porque há reciprocidade.
 
Mas o caso é, quando um casamento desmorona os casais comumente relatam a última briga e falam do quanto seu parceiro foi incompreensível. Mas nenhum casamento acaba por conta de uma briga, sempre há um histórico de situações que se passaram anteriormente onde não houve carinho, honestidade, fidelidade.
 
Porque casamento é algo diário, você tem que acordar todos os dias e decidir amar o outro incondicionalmente, decidir ser fiel na saúde e na doença, decidir ter um dia em prol da felicidade do outro, decidir! Você tem que ter isso em mente durante o seu dia inteiro, porque acredito que casamos por amar demais o outro e pela nossa imensa vontade de fazê-lo feliz.
 
Se queremos que nosso casamento seja um pedaço do céu, jamais pode acontecer de os dois ficarem com raiva ao mesmo tempo, não podemos NUNCA gritar um com o outro, devemos ser sinceros e não dormir brigados (isso faz uma diferença enormeee), as críticas devem ser sempre pra construir. Ceder às vezes pode ser legal, por mais que queiramos sempre que nossa vontade prevaleça, ver o quanto o outro ficou feliz por fazermos a vontade dele naquele momento onde isso era tudo que não queríamos, é ótimo.
 
Ficar relembrando casos e erros passados não constroem nada, só ressuscitam brigas já resolvidas. Se errarmos? Pedir perdão pode resolver, um sincero arrependimento é sempre bem acolhido. Ser criativa(o) também ajuda, às vezes um bilhetinho na carteira ou escrever algo com batom no espelho traz um dia inteiro de carinho e renova todos o amor.
 
Então temos que batalhar diariamente pra que possamos ter uma vida em paz, não podemos deixar nossas críticas e problemas irem se acumulando até virar uma bola de neve e no fim das contas, ver nosso lar se desfazer. Que a partir de hoje sejamos esposas/esposos mais sábios, que amemos cada dia mais nossos noivos/namorados/maridos e que possamos ter sempre em mente o que Cristo nos exortou sobre o casamento:
 
"Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela." (Efésios 5.25)
 
"Toda mulher sábia edifica a sua casa; mas a tola a derruba com as próprias mãos." (Provérbios 14.1)
 
Não vou comentar sobre os versículos porque já falei demais, mas tenho certeza que eles ensinaram muito a todos nós.
 
Um beijos meus amores! ;*

10 comentários:

  1. e bem assim mesmo flor
    bjos
    http://tpmamoretc.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Poça que triste... Acredito o sofrimento destas pessoas que acabam se divorciando... Não deve ser nada fácil.. Mais se não há diálogo e entendimento não tem como ser diferente olesse triste final.

    ResponderExcluir
  3. Excelente post
    E vê se nao some mais nao,rs
    bjo

    ResponderExcluir
  4. Nossa Thay, post maravilhoso, hoje eu percebo que divórcio virou algo normal, ninguém quer lutar pelo casamento, qualquer discussão já optam pela separação, pois é mais fácil do que tentar entender o que acontece e corrigir os erros. Excelente post.

    bjos

    ResponderExcluir
  5. adorei o post.
    mas acho que seus posts não estao aparecendo aqui pra mim na lista de leitura :(

    infelismente hoje em dia é mais fácil se separar do que pedir perdão.

    beijos


    ResponderExcluir
  6. Oiii...
    Adorei o post, bem verdadeiro...
    Mas não sei o que aconteceu aqui, achei que realmente os primeiros meses seriam mais difíceis por ouvir vários comentários e estamos nos surpreendendo, iremos fazer 6 meses de casados e a adaptação foi muito boa, graças a Deus *-*
    Mas é muito triste quando um casamento termina! Tem que ter muita cúmplicidade, amor e principalmente Deus!!

    Beijinhos

    http://laresmeraldafeliz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Otima refelxão!
    Beijo
    ;)
    www.umalindapromessa.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Thay, quanto tempo não venho aqui!!!!
    Adorei seu texto!!! Ainda não casei, mas já estou com o meu noivo há quase 6 anos e essa convivencia de namorado já nos conhecemos bem, já vimos o quanto somos diferentes imagina quando a gente casar kkkkkk'
    Ah, to de blog novo, te convido pra da uma passadinha lá, agora esse casamento sai!!! kkkk

    bjos

    ResponderExcluir
  9. Olá Thayná!!

    Vim agradecer sua visita ao profetizando e deixar o meu desejo de que, copiosas bênçãos aconteçam na vida do lindo casal. Beijosssssss

    Deus a abençoe ricamente.

    ResponderExcluir
  10. Que texto maravilhoso! Impossível não se colocar nas suas palavras, e concordo que os primeiros meses são os mais difíceis, mas com paciência, amor e a guia de Deus é sempre mais fácil.

    Beijos

    ResponderExcluir